Você está no buritidosmontes.com

Professores se concentram em frente a secretaria de Educação

Professores aderem à paralisação.
Compartilhe:

A educação de Carambeí passa por momentos delicados como a falta de professores, funcionários de serviços gerais e manutenção. A reclamação compõe o rol de reivindicações de professores do município que aderem nesta quarta-feira a paralisação nacional contra a Reforma da Previdência, mas integra também reclamações na rede municipal de ensino.

Em comunicado à imprensa, a classe enviou que alunos com necessidades educacionais especiais que necessitam de acompanhamento especializado em sala de aula, estão tendo seu direito desrespeitado.

A Hora Atividade (período fora da sala de aula, destinado ao planejamento de aula semanal) mesmo sendo direito do professor, não está sendo cumprido de forma regular; e que o reajuste salarial vem sendo repassado de forma desigual para os professores.

Segundo os docentes, a licença prêmio, direito garantido aos professores, não está sendo cumprido; e a falta de atenção ás necessidades básicas do setor educacional têm causado cada vez mais danos emocionais e psicológicos aos profissionais envolvidos.

PREVIDÊNCIA

Assim como os trabalhadores da educação, toda a sociedade será atingida, diminuindo o poder de compra e aumentando o desemprego.


Compartilhe:

Geral

Comente esta notícia:

0 comentários: